Dicas Práticas TOP 3+

5 regras básicas sobre as bicicletas em Amsterdam

Quando você pensa em Amsterdam, existem três coisas que geralmente vem à sua mente sobre a cidade. São elas:

 

1) Canais
2) Coffeeshops (que não vendem café)
3) Bicicletas

 

Hoje eu dedico esse post especialmente para aqueles que querem saber como andar de BICICLETAS em Amsterdam. Na verdade, como eu ouço de vários amigos visitando Amsterdam a pergunta “Meu Deus, como você sobrevive nesse trânsito de bikes, carros e mais bikes?!” eu pensei: “Hum, isso seria um bom tópico para o blog”.

 

Por isso eu decidi criar um TOP 5 com as 5 regras básicas de convivência entre bikes e ser humano em Amsterdam 🙂

 

1) Aí vai a primeira regra básica: Não caminhe sobre as ruazinhas separadas especialmente para as bicicletas (ciclovias). Geralmente essas “ruazinhas” tem uma coloração avermelhada no chão e também alguma sinalização, portanto fácil de identificar. Outro detalhe importante é que os acostamentos das ruas são também uma área separada para as bicicletas (muitas vezes não sinalizados). Portanto, evite caminhar por lá e muito menos não pare nas ciclovias para tirar um foto ou destrair-se nessa área, já que você pode se machucar.

 

 

  • As bicicletas em Amsterdam não param nenhum um minuto do dia. Por isso é preciso aprender algumas regrinhas básicas.

 

2) A segunda é sobre as bicicletas da Mac Bike e Yellow Bike (umas bicicletinhas vermelhas e amarelas espalhadas pela cidade, principalmente no verão). Essas bikes são sinônimos de que turistas estão na direção. De novo, nada contra turistas (pois eu também sou um) mas sério, como você pode imaginar os riscos de um incidente aumentam com pessoas com menos experiência no volante. Por isso, quando ver uma dessas bikes, corre o mais rápido que puder (brincadeira né), mas sério, se você for pedestre ou mesmo estiver na direção de uma bike, dê uma atenção extra em cada movimento dessas “pessoinhas”.

 

3) Ok, se você alugou um bike, provavelmente o freio da bicicleta será no guidão normal, como nós estamos acostumados no Brasil. Mas, muitas vezes você vai alugar, ou pegar emprestado de um amigo uma bike que não tenha freio. Então, é comum por aqui que os freios das bicicletas (clássico exemplo é a “OMA FIETS”, ou bike da vovó) tem freios no pedal. Portanto, para frear basta pedalar no sentido inverso (bom, você não vai conseguir pedalar, mas se você colocar a força no pedal da maneira inversa isso vai frear a bike).

 

 

  • Esses aí aprenderam direitinho, respeitando a sinalização

 

4) Use as buzinas das bikes somente quando necessário. Blz, nós turistas quando estamos visitando numa nova city, é comum ficarmos ultra extra mega animados. Ok, até aqui eu entendo. Mas, aparentemente uma maneira muito comum de externar essa felicidade em Amsterdam, acontece através das buzinas de bike. Sim, eu gastei 7 anos fazendo essa pesquisa comportamental. É impressionante a quantidade de turistas (os identifico através das red and yellow bikes) ficarem tocando as campanhinhas das bikes sem parar. Eles esquecem porém, que Amsterdam tem regra para bicicleta como se fosse carros ou motos. Então imagina só, seria como se você numa segunda-feira, sentasse num carro e saísse dirigindo, rindo e buzinando o seu carro incessantemente. Então pessoal, campanhinha das bikes só use quando necessário. Uma boa hora para usá-la seria quando um turista parar no meio da ciclovia tirando uma foto. Entendeu?

 

5) Respeite as sinalizações!! Quando você estiver por aqui, você vai notar que apesar do trânsito pesado de bikes, pedestres, automóveis e mais bikes, tudo funciona com certa harmonia. A principal razão disso é o respeito e consciência das pessoas que “fazem o trânsito”. Por isso, sinalizações para bikes como semáforo, faixa de pedestre, local onde estacionar e não estacionar a bike, devem ser respeitadas.

 

Você sabe, a intensão do blog é te ajudar, dando dicas práticas para sua visita por aqui, assim irá te garantir uma viagem inesquecível e perfeita!

 

Envie perguntas e sugestões através do nosso email ou página de contato. Use também das redes sociais “Instagram ou Facebook” para qualquer dúvida.

 

5 Comentários

Deixe seu comentário

Close