Amsterdam O que fazer?

Roteiro de 3 dias em Amsterdam na primavera

Uma das coisas que me dá o maior prazer em morar em Amsterdam, mesmo depois de tanto tempo, é ainda querer a cada dia explorar a cidade como se eu estivesse aqui pela primeira vez. Sabe aquela idéia que temos que aproveitar tudo ao máximo? Ainda lembro que antes de mudar para cá, ainda no Brasil, uma frase que eu ouvi nunca saiu da minha cabeça e me fez pensar sempre, dia apos dia sobre a decisão de mudar para cá. A frase era mais ou menos assim: “a única coisa que levamos dessa vida é a vida que nós levamos.”. Pensando nisso, eu sempre tento colocar isso em prática em Amsterdam e em outros momentos da vida. Na verdade, criar o Conexão Amsterdam foi uma das maneiras que eu encontrei de continuar apreciando Amsterdam e manter-me conectado com essa vibrante cidade.

Hoje eu decidi compartilhar aqui um roteiro de 3 dias em Amsterdam que eu fiz na primavera do ano passado (2016) e acho que vai te ajudar se você estiver aqui durante essa estação do ano (entre Março e Junho). Em resumo o roteiro inlcui dois dias cheio de atividades em Amsterdam e um dia conhecendo Keukenhof, o jardim das tulipas, ou a região de Waterland, ou até uma terceira opção, combinando Volendam com os moinhos na Holanda, em Zaanse Schans. Tudo bem próximo a Amsterdam.

Antes de começar vale a pena notar que como eu vivo aqui eu não pecisei de hospedagem. Provavelmente esse não será o seu caso, portanto, se você precisar de algumas dicas de hospedagem em Amsterdam veja esse artigo onde a gente indica 8 excelentes hotéis no centro de Amsterdam que são bastante populares entre os nossos leitores. Uma outra alternativa é dar uma olhada na nossa seção do Conexão Amsterdam com dicas de onde ficar em Amsterdam.

Bom, agora vamos começar a viagem…

ROTEIRO DE 3 DIAS EM AMSTERDAM: DIA 1

Café Da Manhã

Nada melhor do que começar o dia com um daqueles cafés da manhã de abrir o apetite de qualquer um. Eu, Hugo, sou do tipo que amooooooo café da manhã. Na verdade, acho esse, o melhor momento do dia. Mas essa é uma outra historia. O fato é, em Amsterdam, o que não falta são lugares inspiradores e super aconchegantes para um café da manhã daqueles. Aqui no site mesmo comparilhamos esses 3 lugares para café da manhã no centro de Amsterdam que vai lhe dar uma idéia do que eu estou falando. Mas o meu plano para o primeiro dia é experimentar o The Brekafast Club. Esse lugar é super descolado e o cardápio é delicioso, muito bom. Sério, eu que já gosto de apreciar esse momento, por mim eu ficaira ali o dia todo. Mas a vida não é só feita de café da manhã, ainda mais em Amsterdam. Minha dica aqui é pedir o City Breakfast London com um delicioso cappuccino. Tudo junto vai ficar 17,50 euros mas daí você pode deixar 2,50 de gorjeta por lá, já que o atendimento é excelente.

Localização: Haarlemmerplein 31

Passeio na manhã

Infelizmente : ) eu não poderia gastar o meu dia todo o café da manhã. Por isso, meu primeiro passeio, dado que é uma manhã linda de primvera com o sol brilhando e a temperatura não muito quente mas agdradável, vai se passear de bicicleta até o Heinken Experience.

Eu fiz uma rota de bicicleta que explora muito bem a região do Jordaan (um dos bairroos mais tradicionais e bonitos aqui em Amsterdam), passando por uma ruazinha chamada Tweede Tuindwarsstraat, Casa da Anne Frank, a Westerkerk, Johnny Jordaanplein e finalmente o Heinken Experience. Se você não estiver de bicicleta, siga essa mesma rota, talvez pule uma ou outra atividade durante o dia. Mesmo indo a pé, vale a pena seguir esse roteiro de 3 dias em Amsterdam.

As casinhas do Jordaan

Especialmente na ruazinha Tweede Tuindwarsstraat, você tem que pedalar ao longo da rua inteira olhando para frente (falando em pedalar, leia aqui sobre algumas regras sobre as bicicletas em Amsterdam). Essa rua (quase uma ruela) para mim simboliza muito bem a memória que eu tenho do Jordaan em Amsterdam. Casas pequenas, ruas estreitas e um aconchego no meio da rua que eu não consigo descrever. Siga o mapa abaixo e você vai me agradecer depois.

2

Ao chegar no Heinken Experience, certamente você não vai querer perder o seu tempo enfrentando a fila e além disso, você certamente vai querer economizar 2 euros comprando os seus ingresos com antecedência. Então entra aqui e adquira as suas entradas para o Heineken Experience aí mesmo do seu celular ou do seu laptop. Você também vai me agradecer por isso : )

Quando você estiver no Heineken Experience, reserve uma hora ou uma hora e meia para essa visita. Claro, se você não tiver comprado o seu igresso com antecedência, talvez tenha que adicionar alguns minutos a mais por lá.

O Heineken Experience é uma mistura de museu com camapnha de marketing da marca Heineken. Por algum tempo, temos que ser sinceros, achávamos que o Heinekn Experience era uma daquelas amardilhas para os turistas. Mas a verdade é, não é a toa que é uma das atrações mais populares entre os brasileiros que vem para Amsterdam, o local é legal, e eles conseguiram misturar, tecnologia, entretenimento, história e marketing de uma maneira muito legal em uma verdadeira experiência. Vale a pena sim!

Saindo do Heinken Experience em Amsterdam talvez seja hora de uma pequena pausa para um lanche. É, lanche. : ) Aqui na Holanda o pessoal não tem almoço como no Brasil. Por aqui, a maioria das vezes o lanche é um sanduiche com café (mas um sanduiche caprichado), ou uma salada e, às vezes, algo quente, como uma sopa. Mas minha sugestão é comer algo mais “leve” , assim você ainda terá o “pique” para as próximas horas do dia.

Lanche

Você talvez não saiba mas você está numa região super descolada de Amsterdam, no De Pijp. Esse “bairro” é recheado de bares, restaurantes, lanchonetes e cafeterias. Por isso, é só caminhar por ali e você vai rapidamente encontrar algum lugar legal. No entanto, se você quiser seguir as nossas dicas vá à um dos locais abaixo e você não vai se arrepender:

• C&T

• Scandinavian Embassy

• Bakers & Roasters

Passeio a tarde

Terminado o lanche, agora é hora de conhecer a maior feira a céu aberto da Europa. Ah, você não sabia? Sim, a maior feira a céu aberto da Europa fica localizada bem pertinho do Heinken Experiecne em Amsterdam. A feira se chama Albert Cuypmarkt e já foi assunto aqui no site. Mesmo para quem não gosta de comprar e gastar em feiras, uma visita vale a pena. Quando você estiver por lá, não deixe de degustar um delicioso stroopwafel feito na hora, fresco, com o caremlo ainda derretendo. É só caminhar ao longo da feira e seguir o seu olfato que você encontrará a barraquinha dos famosos stroopwafel.

Depois da feira, ou o dia já está quase acabando ou você estará um pouco cansada(o). A dica portanto é não ir muito longe e nem caminhar muito. Logo ali pertinho da Albert Cuypstarat você vai encontrar a Museumplein. A museumplein é claro, é onde ficam lozalicados os museus mais populares de Amsterdam. O Rijksmuseum, o Van Gogh Museum, além é claro do famoso letreiro IAMSTERDAM que todo mundo quer uma foto ou um selfie. A Museumplein em sí é uma atração à parte, um verdadeiro cartão postal da cidade. Mas se você não estiver com muita energia para caminhar e prefere ir direto ao hotel, não se preocupe pois nós voltaremos aqui para visitar um dos museus nos dias a seguir.

O Museumplein em Amsterdam

Passeio a noite

Já caminhamos muito, não é? Que tal começarmos a noite com um cruzeiro nos canais de Amsterdam a noite? Sem dúvidas é um passeio que vale a muito a pena, ainda mais para aqueles que estão cansados de caminhar. Há esses dois passeios, o Cruzeiro noturno em Amsterdam com jantar romântico e o Cruzeiro com jantar a luz de velas que valem muito a pena. Como nada é perfeito na vida, eu tenho que ser sincero que o cruzeiro noturno é simplesmente algo fantástico e indescritivel. Sério! No entanto, se você quer fazer o cruzeiro para tirar fotos, ao invés de levar memorias com você, dai o cruzeiro diurno vale bem mais a pena. Leve isso em consideração quando for escolher o seu cruzeiro. De qualquer maneira, a nossa dica é fazer um passeio noturno e apreciar tudoooo nos minimos detalhes . Se você quiser, amanhã podemos fazer o passeio diurno também : ) Cruzeiros nos canais de Amsterdam nunca são demais.

Passeios dirunos de barco nos canais de Amsterdam

Depois do cruzeiro nos canais de Amsterdam, agora é hora de jantar. O horário de pico nos restaurantes é entre 19:00 e 20:30. É, um pouco cedo para os nossos padrões brasileiros. Mas como fizemos o cruzeiro noturno, nós pulamos o horário de pico e reservamos o nosso restaurante para as 21:00 horas. Um ponto relevante é que algumas cozinhas de restaurantes fecham cedo, por volta das 22:00 horas. Por isso, reservar um restaurante com antecedência é fundamental. Para o jantar indicamos 3 restaurantes excelentes (para diferentes gostos e orçamentos).

Se o seu orçamento estiver um pouco mais limitado, mas mesmo assim você gostaria de aproveitar um restaurante com ambiente legal, então reserve uma mesa no Bazar. Comida mediterranea com toque oriental, onde o jantar por pessoa não vai ficar mais do que 25 euros. Se você prefere algo mais sofisticado e, também é fã da cozinha italiana, vá ao Toscanaini. Agora, se você quer fazer dessa noite algo inesquecível, então reserve o Mr.Porter. Vale muito a pena. Tudo!!!!

Bom, jantamos e o dia foi agitado. Nosso plano agora é ir descansar para poder aproveitar bem o segundo dia desse roteiro de 3 dias em Amsterdam. No entanto, se você ainda quiser cutir um pouco a noite em Amsterdam vamos dar duas dicas. Uma opção é ir curtir um cocktail no descoladissimo terraço do Blue Three Hilton Hotel que vcê pode ler mais a respeito aqui…. Ou, quem preferir ir para balada a dica é ir ao clube Jimmy Woo (próximo a famosa praça Leidseplein) – garantia de boa musica e um publico bonito e jovem.

ROTEIRO DE 3 DIAS EM AMSTERDAM: DIA 2

Bom dia DIA 2, bom dia Amsterdam! Começando mais um dia por aqui mas hoje vamos explorar alguns destinos próximos à Amsterdam, como o Keukenhof, Zaanse Schans ou Volendam. No entanto, o dia não começa até aquele café da manhã reforçado acontencer….. Por isso….

Café da manhã

Hoje, como vamos viajar, vamos dar três opções para o café da manhã:

Claro se o seu hotel oferece café da manhã, você nem precisa de dica já que é logico que você deve desfrutá-lo. No entanto, se você tem um pouco mais de tempo (se você acorda bem cedo assim como eu) siga uma das dicas abaixo….

• Buffet van Odette

• Lavinia Good Food

• Vinnies

Mas….. Se você qusier aproveitar o máximo de sua cama antes de embarcar no DIA 2 daí a nossa sugestão é fazer um café da manhã rápido lá mesmo na Central Estação (já que provavelmente vamos passar por lá) e você pode seguir uma dessas dicas dos 5 melhores lugares para tomar café na Central Estação.

Para a programação do DIA 2 desse roteiro de 3 dias em Amsterdam durante a primavera vamos dar três opções de passeios e eu te explico o porquê. O Keukenhof só fica aberto para visitas durante um certo período do ano, você pode ver quando exatamente aqui nesse outro artigo. Portanto, se você estiver vindo fora da época das tulipas a nossa sugesão é conhecer a região de Waterland ou fazer uma excursão para conhecer Volendam e os moinhos de vento da Holanda em Zaanse Schans.

DICA 1

KEUKENHOF

Primeiramente, é importante dizer que há várias maneiras de chegar ao Keukenhof. Além do artigo sobre como chegar no Keukenhof você também pode ler esse outro artigo que ensina você passo a passo como usar o site (e app também) para ver as rotas de transporte público e eles vão te ajudar com detalhes de como chegar lá. No entanto, nós para esse roteiro consideramos o combo entrada no Keukenhof para evitar filas + Transporte Público ida e volta.

O Keukenhof fica aberto durante a primavera

Rumo ao Keukenhof a partir do Museumplein

Com esse combo então a melhor opção será pegar o ônibus 197 que sai a partir das paradas de ônibus das praças Museumplein e Leidseplein. Abaixo você encontrará a exata localização do ponto de ônibus na praça dos museus, a Museumplein. A linha 197 passa com certa frequência (aprox. a cada 10 minutos), portanto não se preocupe. A linha 197 te levará até o aeroporto Schiphol. Lá, você pegará outro ônibus, o 858 com direção ao parque Keukenhof.

Localização do ponto de ônibus para o Keukenhof

Chegando ao Keukenhof

A chegada ao Keukenhof será fácil de notar. Quando você descer do ônibus na parada Keukenhof, notará que será simples chegar até o parque!

Um dia no Keukenhof

Lá no parque a nossa dica é, aproveitar o máximo, não olhe no relógio e curta tudo, cada segundo (e tire muitas, muitas fotos). Falando em fotos, o Conexão Amsterdam tem uma fotógrafa porfissional (a Manu) que faz ensaios fotográficos para quem quiser. Como a ocasião é única talvez alha a pena você considerar um ensaio fotográfico no Keukenhof. Para saber sobre os preços envie um email para [email protected]. Enfim, o parque é unico, lindo e super especial para levar na sua memória. De verdade! Até quem não gosta de flores vai acabar se apaixonando pelas tulipas do Keukenhof.

Retorno do parque Keukenhof até Amsterdam

Após a inesquecível visita ao parque das tulipas, hora de voltarmos para Amsterdam e aproveitar o que a cidade tem melhor para oferecer. Para retornar faremos exatamente o mesmo trajeto da vinda, primeiro o ônibus 858 até o aeroporto Schiphol e, em seguida o ônibus 197 para a animada praça Leidseplein. Super fácil.

DICA 2

BROEK IN WATERLAND, MONICKENDAM E VOLENDAM

Já tivemos uma idéia geral de Amsterdam no DIA 1, mas acredite ainda há muito mais. A nossa dica número 2 para o DIA 2 será um passeio ao norte de Amsterdam, visitando as pequenas vilas e cidadezinhas na região conhecida como Waterland.

Nessa região existem quatro cidades que podem ser visitadas em um mesmo dia, proporcionando uma viagem esplendida na região Noord-Holland da Holanda.

Broek in Waterland é simplesmente apaixonante

Há varias cidades legais de se visitar na Holanda, que não são conectadas com linhas de trem. Dessa maneira, ônibus torna-se como a única opção de transporte público de acesso. Alguns exemplos clássicos dessas cidadezinhas na região Waterland são: Broek in Waterland, Monnickendam, Volendam e Edam.

Ao fundo da Central Estação (próximo ao “rio” IJ), existe a plataforma de ônibus regulares que viajam para a região de Waterland (Norte da Holanda). Nesse caso, os tickets da viagem podem ser comprados dentro do ônibus. No caso de vocês, comprem o dagkaart “cartão para o dia” que dá o direito de viajar nessa região com validade de 24 horas.

Broek in Waterland:

Essa cidadezinha localizada somente a alguns quilômetros de distância de Amsterdam, guarda ainda uma autenticidade do séculos 17 e 18, com casas feitas de madeiras e ainda pintadas nas cores originais, já que muitas são subsidiadas por serem patrimônio histórico da região. Broek in Waterland é muito famosa por várias coisas. Antigamente essa vila era uma das vilas mais prósperas da região Waterland e várias pessoas e famílias ricas viviam por lá, já que era uma vilazinha próxima a Amsterdam e, portanto oferecia boa qualidade de vida. Nesta época, uma visita a Broek in Waterland era sempre um “must” para pessoas importantes e mercantes que vinham a Amsterdam em viagens a negócios. Essa pequena cidade esconde uma curiosidade. Sabe quem passou por lá? Nada mais nada menos que Napoleão Bonaparte. Sim, ele esteve lá e se hospedou na casa do prefeito da cidade. Diz a lenda, que Napoleão Bonaparte teria queimado seu dedo quando estava abrindo uma panela na casa do prefeito no jantar, uma situação um pouco embaraçosa, mas que hoje pertence as lendas da cidadezinha. Uma caminhada de uns 45 minutos pelas ruazinhas da cidade, será suficiente para ver muito da cidade e também o suficiente para te fazer apaixonar por esse local. A cidade não oferece muitas opções para um lanche ou café. A nossa dica é fazer um lanche em outra cidade, em Volendam, que também está inclusa nesse roteiro.

Os ônibus que chegam a essa cidade a partir da central estação são os números 312, 314, 315 e 316.

Monickendam:

Depois da visita a Broek in Waterland, agora é hora de conhecer a segunda cidadezinha desse roteiro, Monickendam. Os ônibus para te levar até essa cidade a partir de Broek in Waterland são o 110, 314, 315 e 316. Nós indicamos a vocês pegarem o ônibus 314 ou 316 e desçam no ponto Bernhardbrug em Monnickendam. Esse será o mesmo ponto de ônibus onde vocês terão que pegar o ônibus para a próxima cidade mais tarde…
Um passeio em Monnickendam será assim como Broek in Waterland, uma visita a esse local é uma viagem no tempo. O centro antigo ainda guarda muitos monumentos históricos que valem a pena serem observados e contemplados. Comece uma caminhada a partir do pé da Grote Kerk na rua Zarken e caminhe adiante… Vocês irão se perder em tanta beleza. Caso você já queira comer alguma coisa ou somente sentar para um café, nós indicamos uma parada no Restaurant De Waegh, um restaurante administrado por pessoas locais para locais, instalado em um monumento bem no centro da cidade. Depois de uma caminhada pelas ruelas da cidade, é hora de embarcar para a próxima parada, Volendam. Retorne ao ponto de ônibus onde vocês desceram e aguardem pelo ônibus 316.

Volendam:

Uma vez no ônibus 316, a partir de Monnickendam, é hora de visitar Volendam, desça no ponto Julianaweg Volendam Centrum. Entre todas essas cidadezinhas da região Waterland, Volendam é a mais popular entre os turistas. Volendam é uma pequena vila de pescadores bem típica holandesa, com casinhas de madeira e um cultura local bem forte. O centro antigo ainda preserva várias casinhas, pequenas, de madeira da época que pescaria era a maior atividade econômica da cidade. Caminhe explore o centro antigo, o dique e aprecie a vista para o lago Ijsselmeer que hoje é de água doce, mas antes da construção do dique no norte, essas águas faziam parte do mar do norte, e portanto água salgada. No dique de Volendam, você encontrará vários restaurantes e lanchonetes. Se vocês quiserem fazer um lanche e gostariam de sentar para aproveitar a linda vista, nós recomendamos o Lotje que fica no dique número 148 (endereço: Haven, 148). Se vocês só querem caminhar e comer algo no caminho, nós recomendamos a experimentar o haring ou paling defumado (arenque ou enguia), principalmente o paling é muito saboroso e típico de Volendam. Ambos podem ser comprados nas barraquinhas que ficam estendidas no próprio dique de Volendam. Caso vocês queiram algo mais tradicional, como um peixe frito, opte então por kibbeling que é nada mais e nada menos que bloquinhos de filé de peixe branco frito, muito saboroso também. Aproveite o passeio no dique de Volendam para também fazer uma foto vestindo as roupas típicas do pessoal de Volendam. Ao longo de todo o dique existem várias lojinhas com placas sinalizando Fotos in Volendams Kostuum; o preço varia entre EUR 15,00 e EUR 20,00.

Uma vez explorado essa linda vila, agora é hora de visitar última cidadezinha do roteiro, Edam.

Edam:

Para chegar a Edam a melhor opção é pegar o ônibus 316 ou 110 em direção a Edam Bustation. Não se preocupem pois o ponto final desses ônibus será a estaçãozinha de ônibus de Edam. Essa cidade é muito pequena, e portanto se perder por lá é quase impossível. Caminhe pelas ruelas e canais da cidade explorando os detalhes e beleza espalhados nos monumentos dessa cidade. Diferente de Volendam, Edam possuí vários casarões que lembram muito as casas dos canais de Amsterdam. Edam foi a cidade onde importantes mercantes e pessoas com certo poder econômico viviam nos séculos 17 e 18. A cidade ainda preserva esse ar “chic” espalhados pelos canais. Explore a cidade a vontade, caminhe e tirem bastante fotos. Para retornar a Amsterdam, pegue um dos seguintes ônibus na estação de ônibus de Edam: 311, 314 ou 316.

Vale a pena notar que visitar essas quarto cidades pode ser um pouco puxado (depende se você gosta de madrugar como eu ou não). Mas caso você queira visitar somente uma ou duas, também é possível. A nossa sugestão é não deixar de fora da lista Volendam e Broek in Waterland.

DICA 3

VOLENDAM, MARKEN E MOINHOS DE VENTO EM ZAANSE SCHANS

A nossa última sugestão de opções de passeios para esse DIA 2 é uma excursão para conhecer Volendam, Marken e os moinhos de vento em Zaanse Schans. Neste passeio você verá a famosa Zaanse Schans: “aldeia” declarada patrimônio mundial pela UNESCO, com casas de madeira verde típicas da Holanda. Saindo desta “aldeia” encantadora você visitará uma fazenda de queijos que ainda são fabricados da maneira tradicional. Outro destaque desta excursão é a famosa vila de pescadores de Volendam (que já foi assunto aqui no site e artigo), onde você terá a oportunidade de almoçar em um restaurante de peixes típico holandês e fazer um passeio de barco à antiga ilha de Marken. Em Marken você fará uma bela caminhada pela vila histórica para por fim visitar uma fábrica de tamancos de madeira local. A vanatagem desse passeio é que o transporte já está incluso, incluindo um guia turístico. Leia mais sobre essa excursão AQUI.

Zaanse Schans e os moinhos de vento

Passeio a noite

Vamos ser sinceros que qualquer um que seja a sua escolha de passeios para esse dia certamente você vai estar cansado. Então a meta da noite será: Jantar e cama! : )

Para o jantar tudo depende de onde você vai estar hospedado, mas dê uma olhadinha nessas dicas da nossa seção onde comer em Amsterdam. E certamente você vai achar algo legal.

ROTEIRO DE 3 DIAS EM AMSTERDAM: DIA 3

Café da manhã

Bom diaaa! Mais um dia (o último) começando aqui no nosso roteiro de 3 dias em Amsterdam com várias dicas do que fazer nessa cidade e região durante a primavera. Espero que vocês tenhamcurtido Amsterdam até esse ponto.

Bom, como sempre, vamos começar o nosso dia com um delicioso café da manhã. A não ser que você esteja hospedado num hotel que o café é espetacular (por exemplo, algum desses nessa lista – boutique hotel), a nossa dica é você procurar uma lugar para café da manhã próximo. Nesse artigo aqui indicamos algumas cafeterias para café da manhã em Amsterdam que servem excelentes opções para esse momento do dia.

Passado o melhor momento do dia agora é hora de bater as pernas (seja de bicicleta ou a pé mesmo).

Roteiro do dia

Hoje nosso tour continua pelo parque central da cidade, o Vondelpark, localizado apenas há alguns minutos da Museumplein. O parque é lindo durante todas as estações do ano, principalmente agora na primavera. Há alguns bares no parque, idéias para uma parada para um café ou pequeno lanche (se você precisar de mais café). Para isso recomendamos o VondelCS, localizado no antigo prédio do Museu do Filme de Amsterdam, este café possui uma atmosfera descontraída, principalmente nos dias ensolarados onde as pessoas curtem o sol na área externa.

A entrada do Vondelpark

Depois de visitado o Vondelpark, o passeio vai continuar na animada praça Leidseplein, localizada apenas a 5 minutos andando da entrada principal do Vondelpark. Apesar de ser considerada um ponto turístico, não há realmente nada para ver lá – o principal e maior edificio ali é o Teatro Municipal (ou “Stadsschouwburg” em holandês), construido em 1774. A praça é cercada por vários restaurantes, mas todos super turísticos e sem muito charme. Por isso, a passagem por aqui é mesmo só para dizer que “você esteve por lá” : ) Dali nossa caminhada será através da popular rua comercial Leidsestraat– repleta de restaurantes fast food e as mais diversas lojas, principalmente de souverniers. Por aqui, se você quiser fazer compras, há muitas lojas e opções.

Ao final da Leidsestraat há um ponto turístico quer todo mundo quer ver, por isso uma parada rapidíssima no mercado de flores, o Flower Market será necessária.
O Flower Market é um mercado de flores flutuante; apesar de não muito visível, as bancas de flores ficam sobre plataformas flutuantes. Você vai encontrar todos os tipos flores, tulipas e bulbos. E claro, muitos souvenires e muitos turistas ali

Ali bem pertinho do mercado das flores esta localizada a praça Spui, praça charmosa rodeada de cafés e livrarias. Uma curiosidade desta área é o escondido Begijnhof, um dos lugares mais belos de Amsterdam. O pátio interno, que fica atrás de uma porta “normal” vista de praça foi construído por volta de 1.300 com casas no estilo típico de Amsterdam. O Begijnhof tem uma história fascinante, com muitos eventos, a irmandade de católicas e até mesmo milagres. As mulheres que faziam parte da irmandade de católicas eram chamadas de “begijnen”. Essas mulheres viviam como freiras mesmo sem ter feito votos a Deus. A irmandade de católicas cuidava dos doentes e educava os pobres. Elas tinham suas próprias regras e podiam, por exemplo, deixar a irmandade para se casarem. Observe que o Begijnhof é uma propriedade particular e é local de silêncio.

Localização: Begijnhof 30 – a porta principal (de madeira) fica praticamente ao lado da livraria The American Book Center.

Bem próximo ao Begijnhof está localizado um pequeno shopping mall, o Kalvertoren. No ultimo andar fica o Blue Café; uma cafeteria ideal para um café ou chocolate quente e claro, para desfrutar a linda vista panorâmica de 360 graus da cidade. É simplesmente lindo! A entrada é pelo shopping center, você pode utilizar as escadas rolantes ou elevadores para chegar até o topo. É fácil de chegar lá. Blue fica aberto apenas até 18:30 na maioria dos dias.

Localização do shopping Kalvertoren: Kalverstraat , 212-220 (essa rua é a continuação da Leidsestraat– a rua pela qual começamos nossa caminhada.

O nosso passeio continua pela conhecida rua comercial Kalverstraat, repleta de operadoras de celulares e centenas de lojas populares, tais como: Zara, H&M, Foot Locker e muito mais. A Kalverstraat termina na Praça Dam, que é o coração de Amsterdam. Ao contrário de antigamente, a Praça Dam agora é um lugar calmo que abriga muitos pombos e artistas de rua.

A Praça Dam teve uma história turbulenta. Em torno de 1270, uma represa foi construída nesse local no rio Amstel. A Praça Dam já foi o mercado central de Amsterdam, onde se vendia qualquer produto imaginável. Em 1535, a praça foi cenário de revoltas dos anabaptistas. Menos de um século depois, o saque da frota de prata foi motivo de revolta. Os protestos que surgiram quando o seguro desemprego foi diminuído em 1935 também se concentraram nessa praça. Próximo do final da Segunda Guerra Mundial, soldados alemães mataram cidadãos inocentes nesse local durante um tiroteio. Nas décadas de 1960 e 1970, ocorreram protestos de estudantes aqui, assim como protestos contra a Guerra do Vietnã. A Praça Dam tem estado tranquila nas últimas décadas. Os últimos protestos foram em 1980, na ocasião da investidura da Rainha Beatriz na Nieuwe Kerk.

O Monumento Nacional da Praça Dam foi inaugurado em 4 de maio de 1956. Foi construído em memória daqueles que morreram durante a Segunda Guerra Mundial. No dia 4 de maio de cada ano, vários dignitários, incluindo representantes da família real, homenageiam nesse local as vítimas da guerra. O Palácio Real também fica na Praça Dam.

O Palácio Real é um dos três palácios ainda usados pela Família Real, apesar de não ser a residência oficial do Rei Willem-Alexander, ele ocasionalmente recebe visitantes importantes e chefes de Estado ali. A maior e melhor loja de departamento da Holanda: de Bijenkorf está também ali na Dam. Aproximadamente 5 minutos andando da Dam, está a famosa região Red Light District.

Embora muitas das grandes cidades do mundo tenham um “distrito da luz vermelho”, nenhuma delas é tão aberto aos turistas quanto em Amsterdam. Essa região de Amsterdam é uma das mais antigas da cidade. Vale a pena admirar os canais e a Oude Kerk (“Igreja Velha”), mas é difícil não reparar os vários clubes de sexo, coffeehops e prostitutas nas janelas. Interessante para uma caminhada rápida; fotos não são de bom tom ali. A região é lotada de turistas, jovens ingleses bêbados, mas não é perigosa. Claro que cautela e bom senso sao sempre bem vindos.

A igreja Oude Kerk na região da Red Light District

Próximo a praça Dam existe uma ruazinha chamada Nes; nessa rua estão localizados 2 restaurantes super legais e, que nos pessoalmente, frequentamos com frequência seja para almoçar ou jantar:

The Lobby: este restaurante esta localizado no moderno e, praticamente novo, Hotel V. O ambiente é despojado; o menu também não é muito diversificado, apenas algumas opções de pratos.
Localização: Nes, 49
Media de preço dos pratos a la carte: 20,00 euros

Também localizado ali na rua Nes (nr. 59) esta o Mappa – um dos nossos restaurantes queridinhos, ambiente super agradável e comida deliciosa. O Mappa abre apenas para o jantar, a partir das 17:00 horas.

Bom é isso. Esperamos que você tenha aproveitado cada detalhe desse roteiro de 3 dias em Amsterdam. Se você tiver qualquer dúvida sobre esse roteiro, deixe um comentário abaixo e vamos tentar te responder o mais rápido possível. Boa viagem!

MAIS CONEXÃO AMSTERDAM

Vale a pena lembrar que além de dicas, serviços personalizados como ensaios fotográficos em Amsterdam e roteiros personalizados para Amsterdam, nós também preparamos para você o Guia de Túristico de Amsterdam. O Guia do Conexão Amsterdam conta com várias dicas práticas e dicas da cidade selecionadas por quem realmente conhece Amsterdam, para você. O Guia já foi vendido para mais de 500 leitores como você e o preço é apenas 7,99 euros! Todos os detalhes sobre o guia e uma amostra grátis podem ser encontrados AQUI!

18 Comentários

  • adorei o post, estarei em amsterdam nos dias 4,5 e 6 de maio e vou seguir exatamente esse roteiro.
    Como vou deixar um dia para Keukenhof e 1 dia para as 4 cidades, vou ter 1 dia apenas para conhecer os pontos turísticos. Assim, não dará para visitar os museus e heineken, o que também não me chamou tanta atenção.Então 1 dia será para:
    casa anne frank, voldenpark, praça dam, leidsplen, albert culp market, mercado de flores flutuante, Begijnhof. Será que dá???? rsrs. Valeu demais!

    Outra pergunta, como volto de EDam para amsterdam? Beijo pra vcs e parabéns =)

    • Olá Maira, acordando cedo e acelerando o passo 🙂 vc conseguira sim visitar todos os lugares que vc gostaria. Nossa dica é para vc comprar o ingresso da Anne Frank com antecedência, pois senão vc tera que ficar na fila, e geralmente a espera é super longa, o que te fará perder tempo.
      Quanto a volta de Edam, vc pode pegar um onibus de lá para a Estação Central de Amsterdam, é super fácil. Boa viagem!

    • Olá Maira. Também estarei por lá esses dias. Já comprou os ingressos para a Anne Frank? Já está tudo esgotado no site para a semana toda :(. Desde o mês passado q estou vendo. Existe algum outro lugar onde possamos comprar?

  • Muiiiito bacana!!!!
    Estou indo em Abril e estou super empolgado.
    Poderia fazer uma materia sobre o Dia do Rei deste ano. Já tem alguma coisa marcada? O que eu faço no dia do rei?

    • Ola Ramon, o Dia do Rei é uma grande festa pela Holanda toda, principalmente em Amsterdam. As ruas, canais, parques ficam lotados. Nossa dica é para vc curtir a animação da cidade, caminhar pelo centro e festejar. Abraço. Hugo e Marcio

  • Olá. Estou indo para Amsterdam em Maio e estou pegando muitas dicas aqui com vocês. Vou com meu filho de 2 anos e gostaria de saber onde consigo comprar um carrinho de passeio para ele aí, aquele tipo guarda-chuva.
    Obrigado e parabéns pelo excelente trabalho.

  • Muuuuuuito boas as dicas! Principalmente pra quem não irá com crianças e poderá aproveitar pra andar e conhecer tudão! 😀
    Achei que já tivesse lido o bastante sobre Amsterdam mas aqui no Blog estou vendo que não. Como tem coisa pra fazer. Tô amando isso, ficando mais empolgada e ansiosa.
    Chego aí dia 11 agora, de abril. Espero curtir o friozinho (sim, para nós, brasileiros e, ainda por cima, cariocas isso é uma friaca! hehe), os passeios e essa primavera de que tanto ouço falar.
    Obrigada por repassar tantas informações boas!

    • OLá Priscila, muito obrigado pela mensagem!
      Ficamos felizes em saber que nossas dicas estão te ajudando, continue explorando Amsterdam conosco.
      Boa viagem!
      Hugo e Marcio

  • Estarei em amsterdã entre 25 e 29 de maio/2017. Vi que as entradas para a Anne Frank já estão esgotadas para todos os dias. Que horário devo chegar para conseguir entrar após as 15:30.
    Outra pergunta: O Keukenhof fecha 21 de maio (apenas 4 dias antes… :(( ) . Há alguma chance dele ficar aberto por mais alguns dias? Isso é comum ou não?

    • Olá Jose, As filas para a Anne Frank tendem a ser bem longas, ou seja, o mais cedo que vc conseguir chegar antes das 15.30 melhor.
      Quanto ao Keukenhof, os portões fecham mesmo no dia 21 de maio, não há nenhuma chance de eles prolongarem a temporada. Abraço,
      Hugo e Marcio

      • Tinha as mesmas duvidas do Jose e viajo no mesmo período que ele, obrigada por esclarecer! Embora esteja triste que nao tem mais ingresso online para a anne frank e o Keunkenhof vai estar fechado. Mas ainda estou confusa com algumas informações sobre o museu da Anne Frank. Posso comprar no local em qualquer horário ou somente a partir das 15h30? No site annefrank.org dá entender que é possível comprar em qualquer horário.

        • Olá Adriana,

          Se você não conseguir comprar o ingresso on-line, você pode comprar diretamente na bilheteria do museu a partir da 15:30 até a hora de encerramento.
          Cabe ressaltar que a fila da bilheteria começa muito antes das 15:30, as vezes vemos pessoas esperando já a partir das 13:00.
          Abraço,

          Hugo e Marcio

  • Olá Hugo e Marcio, parabéns pelo blog! Estou encantada com tantas dicas.
    Estarei em Amsterdam de 25 a 29/08/2017 e gostaria de fazer o passeio de Volendam, Marken e Zaanche Schans. Minha dúvida é se seria melhor no domingo ou na segunda-feira, tem alguma diferença em relação ao funcionamento dos atrativos? Me interessei pela excursão que vocês oferecem. Há um número mínimo de participantes para fechar?
    Outra dúvida que surgiu, considerando ter em mãos as entradas para a Casa de Anne Frank (que poderei adquirir somente no fim de junho pelo site), qual o tempo médio de visita ao museu?
    Muito obrigada!

    • Olá Ariela, obrigado! Ficamos felizes em saber que vc está gostando das nossas dicas.

      Quanto ao passeio de Volendam, Marken e Zaanche Schans, não tem diferença em relação ao funcionamento dos atrativos, em ambos os dias tudo funciona normalmente. E não há um número mínimo de participantes.

      O tempo médio de visita a casa da Anne Frank é aprox. 1 hora.

      Abraço,

      Hugo e Marcio

Deixe seu comentário

Close